24/07/2016

fim de semana bom #6of14

Os fins de semana têm sido muito bons. Cheios daquilo que mais gosto: estar com as minhas pessoas bonitas, conhecer sítios bonitos (muito bonitos), partilhar momentos e refeições, "matar" essa saudade, manhãs preguiçosas na varanda, treininhos qb. As semanas muito exigentes mas, entre uma agenda profissional doidinha, tem dado certo, tenho conseguido conciliar mil programinhas e surpresas.

No sábado entrei em modo "férias de Lisboa" - até setembro - e perspectivam-se uns fins de semana com sabor a férias (doiiiiis dias inteirinhos para aproveitar), muitos deles com roteiro já definido.
O ritmo do trabalho também abrandará (I hope), impelido pelas férias de 93,465722% do País. E isso é bom, mas ahhhhh eu não gosto de agosto (nada particularmente contra, mas não é um mês doce ou com significado) e este traz-me um pequenino desconforto, não que lhe dê muito tempo para se instalar porque apraz-me logo uma conversinha com a Margarida para a relembrar de tudo o que é bom, para a ajudar a redefinir, a reorganizar e ajustar o mindmap (2nd round do #summerinthecity).

O melhor do meu fim de semana:


Sexta foi dia de estudo forçado e de despedida (igualmente forçada). Muita coisa num dia só, até porque não gosto de despedidas (ninguém gosta né?) e vou ter saudades. Ainda assim, Saber que vais estar bem tranquiliza uma parte de mim, saber que precisavas de um boost de energia fez com que passasse a maior descontracção quanto à tua ida e a magia da idade faz amaciar a ansiedade de tudo o que não vou ter durante um mês e valorizar aquilo que tenho (que é muito).
Na "mala", as recomendações: não sejas batoteiro com os papelinhos, não comas as bolachas todas antes de ir, põe protector solar todos os dias, alimenta-te direitinho, hidrata-te bem, não sejas rabugento com os teus amiguinhos, colabora na vida doméstica, dobra sempre a tua roupa e aproveita muito.



Fazendo jus ao slogan do restaurante "A vida pode ser cruel. Coma e esqueça", o jantar foi no Cruel e foi a maior delícia (caramelo repetido ou "em equipa que ganha não se mexe", vale sempre a pena uma visita).

Risotto de cogumelos alucinantes

* apercebo-me agora que a parte dos alucinantes pode bem ter sido a razão para uma noite não dormida, basicamente contar as horinhas para apanhar o comboio.


O cansaço e a tensão acumulados exigiam um domingo sem grandes planos, ao sabor das vontadinhas e bem preguiçoso. Entre o "abatanado e dois húngaros" do costume e a converseta com o brasileirinho da confeitaria, a compra de mais uns calçõezinhos para a colecção (tenho mais calções do que pares de sapatos das quatro estações ahaha), a ida à praia na melhor companhia e muita descontracção no final de tarde do Porto Sunday Sessions, considero-me uma pessoa apta para abraçar uma nova semana.





Boa semana*
SHARE:
© serendipity. All rights reserved.