20/07/2016

Parabéns [minha Mãe]

gosto do dia do teu aniversário. sempre gostei. é verão, está sempre calor nesse dia, e há sempre festa.

tenho um orgulho desmedido na mulher que és. e sei que és uma mulher feliz. mas - num acto egoísta - conto-te as saudades que tenho dos nossos almoços à sexta-feira, depois de me ires buscar à escola, de abrir a porta e saber-te sempre do outro lado. das noites em que ficávamos a conversar, do cheiro da tua comidinha, de sentir cada drama acalmado pela tua serenidade (porque és a pessoa mais serena que conheço), de rir imenso com o teu sentido de humor (com aquele ar de quem fez asneira ou comeu um chocolate às escondidas), das tardes de compras (ou das manhãs, em que chegávamos atrasadíssimas para almoçar e mesmo assim não perdias a calma), de programinhas tão nossos, do teu Peugeot 205 cinza e do quão fomos felizes em tantas viagens.
sei que também te tenho hoje e as saudades que tenho de ti são boas, porque tenho o teu cheiro para que não sejam nada mais do que saudades boas.

escrevo muitas vezes sobre as minhas pessoas bonitas. não escrevo sobre esta minha ansiedade de te proteger. não escrevo sobre esta minha vontade que sejas sempre feliz. não escrevo sobre o medo que tenho de ficar sem ti. mas sabes que é apenas por isso que me "zango" quando não tomas conta de ti, porque não posso ficar sem ti. escrevo muito pouco* sobre aquilo que és na minha vida porque existes todos os dias.
 






amo-te. meu colo, esse lugar no teu peito onde me enrosco e descanso.
Parabéns [minha Mãe].
 * mas vou-te dizendo.

SHARE:
© serendipity. All rights reserved.