08/09/2016

Eat out | no Porto

Gosto muito de refeições caseiras. Gosto de cozinhar e de ter a casa cheia, mas também gosto de almoçar e jantar sozinha, de perninhas à chinês no sofá ou de tabuleiro na varanda.
Ahhhhhhhh (longo suspiro) mas gosto muito de conhecer restaurantes novos, de associar novas experiências gastronómicas e de ser surpreendida, de ir a sítios trendy e aos tasquinhos simples e saborosos.

Foodie que se preze não come mal (como diz a minha sócia), faz o trabalhinho de casa, informa-se, lê tudo o que é Zomato, Tripadvisor, spottedbylocals, ...., tem uma (ou várias) wishlists e na hora.... ESCOLHE - assertivamente a maioria das vezes (foodie que se preze também erra, mas desses nem reza a história deste post).

Aqui reina o prazer à mesa, a comida bem confeccionada, ambientes agradáveis, boa relação qualidade/preço (importante para todos né?), boas garrafeiras (de tinto sff ahaha), vistas simpáticas, atendimento cordial e eficiente, simplicidade ou sofisticação, de acordo com o que se procura para cada momento.

Tenho listas de restaurantes - qual TimeOut - é verdade, por localização, por nacionalidade e género das iguarias servidas, que dão um jeitinho fantástico não só a mim como a todos os que me vão pedindo um "roteirinho gastronómico". Hoje decidi partilhar e dar a minha opinião (só a minha opinião, baseada nos dias em que os visitei) sobre os restaurantes - no Porto e arredores - por onde me deliciei em dois mil e dezasseis e que valem muito uma visita:

(filtro: por ano, porque a memória assim está mais fresquinha)




De Sushi


Kayo

Visita: Almoço e Jantar _ Habitual
O Kayo é um dos clássicos para menus executivos (segunda a sexta ao almoço), o sushi  é agradável, peças diferentes e atendimento cordial.


BH Foz

Visita: Almoço e Jantar _ Habitual
Se a menina M tivesse vergonha na cara não teria colocado mais os seus lindos sapatinhos no BH depois da noite da passagem de ano (long long story), mas a M é muito sem vergonha e volta e meia lá se vai deliciar com umas pecinhas de sushi neste restaurante na Avenida Brasil. Ambiente trendy, esplanada óptima, conceito giríssimo na transição jantar/noite.


Lamas Temple

Visita: Jantar _ Esporádico
As primeiras experiências nipónicas basearam-se em restaurantes all can you eat (só a minha B. e o S. entendem verdadeiramente o significado deste conceito), mas confesso que hoje raramente vou a um buffet/rodízio de sushi por várias razões. Ainda assim, e dentro do conceito, o Lamas Temple em Matosinhos é um bom restaurante em qualidade/quantidade/preço.


Sushiaria

Visita: Almoço _ Habitual
A Sushiaria é quem mais me acolhe em momentos: QUEROOO sushi. O sushi é bom, o staff simpático, o menu executivo cumpre perfeitamente e fica a uns 7 minutos da empresa, em Leça da Palmeira.
*nada estranho que lá tenha almoçado hoje (portanto)



Wish

Visita: Almoço _ Esporádico
Fui uma vez ao Wish (no Largo da Igreja da Foz) e, apesar de todas as outras opções, preferi sushi - as usual ahahah - que estando bom, não surpreendeu. Não descuro nova visita até porque tem "estrelinha" no espaço e no ambiente.



Dignos de registo


Cantina 32

Visita: Jantar _ Esporádico
Fui uma vez à Cantina 32, mas tentei umas duzentas e noventa e sete. Nada que me tenha feito desistir de lá voltar e repetir a experiência. Sim, há restaurantes que são "experiência" e são os melhores. A Cantina 32 não precisa de grandes descrições, porque é divulgada em tudo o que é blogs, roteiros turísticos e gastronómicos. Fica na Rua das Flores (adorada Rua das Flores) e merece toda a nossa paciência para marcação de um jantarzinho.



Casa d'Oro

Visita: Almoço _ Esporádico
Acho que me lembro da Casa d'Oro desde que vim morar para o Porto (em duas semanas são doze anos wooowwww) e ficar sempre a imaginar um jantar com aquela vista. Ainda não consegui o tal jantar (motivo nenhum em particular, ainda não calhou), mas já lá provei umas pizzas e pastas em almoços.



DiCasa
Visita: Jantar _ Esporádico
Apesar de já ter ouvido falar bastante desta pizzaria, só no jantar pré-29 é que tive oportunidade de atestar a fama que lhe é atribuída e, em abono da verdade, uma semana depois estava lá a jantar novamente. Experimentei pizza e risotto e, claramente, ganha o risotto. Na minha opinião, e pelo espaço envolvente, vale bem a pena uma ida num almoço preguiçoso de fim de semana, porque a vista sobre o Porto e Gaia deve ser fantástica.



Cantinho Avillez

Visita: Jantar _ Esporádico
Fui ao Cantinho do Avillez por convite, a propósito do meu aniversário (e não, não foi o Avillez que me convidou), e devo dizer que é outro dos que entra directamente para a categoria "experiência". Tudo divinal, o serviço, o ambiente, o tártaro de novilho (a M a comer tártaro??), a mistura de texturas (e a curiosidade que suscitam alguns pratos e ingredientes), valem muita a pena uma visita.



Brick Clérigos

Visita: Jantar _ Esporádico
As minhas visitas ao Brick são esporádicas única e simplesmente porque está "sempre" cheio (reservas no próprio dia diria que são mesmo impossíveis). O espaço é brutal, dando a sensação de estarmos na cozinha lá de casa mas com tudo perfeitamente disposto e arrumado, e o que por lá se faz é to die for, uma perdição.



Cruel

Visita: Jantar _ Habitual
A primeira vez que fui ao Cruel, ali na Rua da Picaria, foi com as "meninas" e ficamos deslumbradas. Obviamente que a primeira vez no Cruel "exige" a prova do Risotto de cogumelos alucinantes (DIVINAAAAAAL. Convém que não pense no sabor agora, caso contrário vejo-me obrigada a ir jantar lá hoje mesmo), mas as Bochechas de porco e o Salmão não sei o quê não lhe ficam nada atrás (existem muitas outras opções, refiro estas por conhecimento de causa). Para os gulosos e amantes de chocolate, aconselho vivamente "guardarem" um espacinho para a Torre de Bolo de Chocolate (falo sério, é uma torre, diria umas 500 gramas da espécime e que deve - logicamente - ser partilhada).


Casa de Pasto Adega Ribatejo

Visita: Jantar _ Habitual
A Casa de Pasto Adega Ribatejo é um restaurante familiar, tradicional, muito simples e com uma cozinha óptima e genuína. Gosto de lá ir quando me apetece comidinha caseira e têm ainda um espaço nas traseiras, cheio de sombras e pitoresco que vale bem para um almoço ou jantar de grupo.



Casa de Pasto da Palmeira

Visita: Jantar _ Habitual
A Casa de Pasto da Palmeira fica num sítio privilegiado na zona do Passeio Alegre (btw não sei se se considera bem Passeio Alegre ali, mas facilmente se identifica ao passar na marginal entre a Ribeira e a Foz), com uma esplanada super in (no inverno têm os "cogumelos" que emanam calor e por isso até nessa altura é agradável) e serve uns pratinhos/petiscos maravilhosos.
Apenas curiosidade: tem assinatura do chef João Pupo e isso diz muito (ou não fosse um engenheiro civil promovido a chef extremamente conceituado).



Flow

Visita: Almoço _ Esporádico
As visitas ao Flow aconteceram à luz do menu executivo bastante simpático, portanto ao almoço, mas acredito que o ambiente ao jantar seja ainda melhor e se torne efectivamente envolvente, tal as origens e inspirações árabes na decoração deste restaurante. Serve sushi, mas não o posso avaliar uma vez que fui vencida de outras opções - aprovadas - que constam do cardápio.



Brasão

Visita: Jantar _ Esporádico
Alguém conseguir-me surpreender em matéria de restaurantes que eu ainda não fui ou que nem sequer ouvi falar (ou porque alguém me falou - falo muito sobre comida e boas mesas para se comer - ou porque li aqui ou ali) é assim absolutamente extraordinário. E quase que aconteceu com a Cervejaria Brasão :) e eu adorei. Uma francesinha muito muito boa, sem qualquer expectativa formulada por mim (francesinha do meu top: Café Santiago, não tem como, e as que são feitas cá em casa, peço desculpa ahaha).
Outra estrelinha desta cervejaria é atribuída ao espaço e decoração bastante rústica e agradável.



Reitoria

Visita: Jantar _ Habitual
Uma foccacia de rosbife e um copo de tinto sempre combinaram bem. Uma foccacia do Reitoria, naquele ambientezinho super giro, o tal do copo de tinto .... oupaaaa maior delícia. E super bem localizado na Baixa.



Panca

Visita: Almoço _ Esporádico
Num ambiente super cool e relaxado no Parque da Cidade serve-se (não há muito tempo) um ceviche maravilhoso (peixe cru marinado, open mind vahhh) e umas empanadas do outro mundo. Ideal em dias de sol, num almoço descontraído (ao almoço à semana tem menú do dia que compensa imenso) e super colorido.



Casa Vasco

Visita: Afterwork e Jantar _ Esporádico
A Casa Vasco na Foz pertence ao grupo de restaurantes Cafeína, Terra e Portarossa e em nada fica aquém destes. Num ambiente seleccionado e ao mesmo tempo informal, servem-se umas iguarias óptimas, mas aquilo que me sabe mesmo bem é uma sangria em modo after work e muitas horas de conversa.



Taberna Cais das Pedras

Visita: Jantar _ Esporádico
Admito alguma ajudinha pelo facto de uma amiga da aniversariante que me levou lá a jantar conhecer os donos, mas fui (fomos) tão mas tão bem servidos nesta Taberna que nem tenho como explicar. Os pratinhos (petiscos tradicionais portugueses) são uma maravilha, sempre quentinhos e prontos a sair, o vinho é óptimo e a descontracção implícita por todo o pessoal é uma delícia.



Tasquinha do Caco

Visita: Jantar _ Esporádico
Bolo do caco? Chips de batata doce perfeitas? Carninha super gostosa? Nossa, está perfeito, não mexe. Muito bom, a M recomenda (nos prédios junto ao Hospital São João ou na Baixa).


Munchie

Visita: Almoço e Jantar _ Habitual
No Munchie moram os meus hambúrgueres artesanais (ou da moda, como lhes chamo) preferidos. Só isso.


Peebz

Visita: Jantar _ Esporádico
O Peebz é uma hamburgueria na Foz que, apesar de saborosos os hambúrgueres - no pão ou no prato - não me surpreendeu em particular (a sangria de frutos vermelhos after work e pré-hambúrguer talvez não tenha ajudado a degustar devidamente aiiii)




Perto do Porto

Ciao Bella

Visita: Jantar _ Esporádico
À Ciao Bella tenho uma ligação emocional antiga. Há algo de doce que me traz, talvez memórias felizes que me devolve (e que não me doem nem um bocadinho), há uma paz e bem-estar que sinto ali e que não sei (nem interessa para o caso) explicar melhor. Ajuda certamente estar em frente ao mar, numa casa patusquinha na Praia da Aguda, ter umas pizzas e um pão de alho óptimos, é isso quase de certeza.



Fornello

Visita: Jantar _ Esporádico
Não tenho nem consegui encontrar registo fotográfico da Pizzaria Fornello em Espinho, mas quando as pizzas vêm para a mesa não há tempo para fotos antes de umas facadinhas. É uma pizzaria mesmo em frente ao mar, numa das mil e quinhentas transversais e perpendiculares de Espinho, com um ambiente muito italiano (aquelaaaaas toalhas aos quadradinhos) e agradável.


Terminal 4450

Visita: Jantar _ Esporádico
Invariavelmente a escolha do restaurante para o jantar de aniversário da mami recai sempre sobre a Camilinha (ou M, como queiram chamar ahahah pequena adenda: Camila é o nome da cadela boxer dos meus pais, adorada por todos e o aiii jesus lá de casa. Pois bem, ainda sem perceber exactamente os contornos e/ou motivações, de há uns tempos para cá a minha mãe chama-me Camilinha wtf???) e este ano tinha debaixo de olho o Terminal 4450, recentemente aberto em Leça da Palmeira. E que escolha foi essa? Maravilhosoooooooo.
É uma steakhouse cheia de qualidade, com vista Porto de Leixões, ambiente trendy e staff super simpático. Aceito convites para lá voltar ahahah



Vegetarianos


Da Terra

Visita: Almoço _ Esporádico
O Da Terra é um restaurante vegetariano em Matosinhos com a particularidade feliz de ter sushi vegetariano (porque tudo é mais feliz com sushi no meio aahahah).



Pé d'Arroz

Visita: Almoço _ Habitual
Sou um bom prato, gosto de um belo naco de vitela mal passadinho (quem diria, né?), mas safo-me muito bem num restaurante vegetariano, porque gosto muito de experimentar tudo, novas texturas, novos sabores, e de esquisita tenho muito pouco.O Pé d' Arroz em Matosinhos é o meu restaurante vegetariano preferido (buffet no almoço de segunda a sexta).



  
"Lanchonete"/Confeitaria

Lanchonetes e confeitarias, casinhas de chá, espaços verdes com um cafezinho mínimo que tenha umas cookies, sítios que servem brunchhh??? Uiiiii musiquinha para os meus ouvidos, estou em casa, no meu quadradinho de conforto e adorooooo :)
E o Porto tem hoje tantos espaços destes que são a maior delícia, mas que pela perdição que representam até vou evitando (tentando vahhh)

A Casinha Boutique Café

Visita: Brunch e Lanche _ Habitual
A Casinha na Avenida da Boavista, junto à Casa da Música, é um clássico e eu gosto muito. Tem uma óptima variedade de chás, cafés, bolos, gelados, cookies e serve inclusivamente almocinhos. Na Casinha em Braga experimentei também o brunch e é bem gostoso e acessível, mas em termos de espaço falta-lhe o jardim super cosy da loja do Porto.



Casa Waffles

Visita: Lanche _ Esporádico
Fui à Casa dos Waffles na Rua de Santa Catarina num dia em que a alma, o ego, a autoestima e o coração precisavam de doses industriais de açúcar e não podia ter escolhido melhor. Um waffle com nutella e um chocolate quente semi-espesso falam por si.



Tavi
Visita: Café da manhã e Lanche _ Habitual
Ia à Tavi nos tempos de faculdade e vou hoje. A Tavi é a confeitaria na Foz com melhor vista, mesmo em cima do mar, tem um ambiente informal e um queque de frutos do bosque do outro mundinho.



Bella Brigadeira

Visita: Hora da gula _ Habitual
Na hora da gula mesmo, porque ninguém vai à Bella com fome e niguém consegue ficar apenas por um brigadeiro. Os brigadeiros são deliciosos, altamente viciantes, têm vários sabores e o espaço é uma verdadeira casinha de bonecas, com pormenores que fazem a delícia de qualquer um.


Mercearia do Miguel

Visita: Café da manhã, Almoço e Lanche _ Habitual
Perdi as contas às vezes que já fui à Mercearia, porque perdida e achada estou lá. A Mercearia (que também faz jus ao nome) é um espaço muito cosy, muito intimista e familiar, onde se servem quase todas as refeições do dia. Umas óptimas bruschettas, tostas, açaí com tudo, saladas, sumos detox, um bolo caseiro todos os dias, bolachinhas de alfazema e chocolate branco mhamiiii e uma esplanada bem gira.



Maria Bôla

Visita: Lanche _ Esporádico
Já fui experimentar este espaço recente em Cedofeita, ainda assim pouco posso opinar em relação às iguarias, porque ir directamente de um brunch é garantia de não conseguir tentar-me por nada, mas o espaço, a decoração e a montra de especialidades que os olhinhos conseguiram vislumbrar pareceu-me tudo dji bom.



O Diplomata

Visita: Brunch _ Habitual
Este é outro que se repete. Sempre que apetece um pequeno-almoço diferente ou um brunch #semsairarebolar. As panquecas são qualquer coisa de fantástico, a composição dos menús de brunch perfeita, a decoração trendy e o staff super atencioso.



The Bird

Visita: Lanche _ Habitual
Gosto muito do The Bird, porque tenho sempre a sensação que estou a lanchar no jardim lá de casa com as amigas. É um espaço acolhedor, muito intimista e reservado (acho que o facto de se perceber pouco a sua existência através da rua ajuda), com os seus três bolos de confecção diária e uns scones tão mas tão típicos.


Bite Me

Visita: Almoço/Snack _ Habitual
Se o The Bird não se identifica facilmente para passantes, o Bite Me é uma espécie #sóparaquemsabeouconhece, porque é um espaço na cave de uma galeria de lojas (Espaço 7) na Foz que tem um terraço bem catita para dias quentinhos. É um espaço giro, a dona é uma simpatia e faz uns waffles salgados maravilhosos para o almoço das meninas.




Esplanadas

Em matéria de esplanadas, chillin, dolce far niente, copo de vinho tinto, horas de conversa, ..., não será muito difícil encontrar-me pelo Black Coffee em Leça, Base, Marina do Freixo, Pousada do Freixo, Miradouro Ignés, L'Kodac, Bar Tolo, Bonaparte da Foz and so on.

Bom proveito*
SHARE:
© serendipity. All rights reserved.