28/02/2020

Tailândia


Uma vez de regresso, é incontornável o relato, roteiro, dicas e todas as coisinhas sobre a viagem mais recente (pelo menos sobre essa).
Como destino turístico nunca tinha sido uma prioridade, mas factores como o clima (calor em janeiro), os requisitos para esta viagem, oportunidades de voos e alojamento e a opinião de amigos que já lá tinham estado, acabaram por fazer com que a escolha recaísse sobre a Tailândia.

E não desiludiu. Nem a mim, nem a Eles. E "Eles" são os meus thai buddies, a companhia ideal para esta viagem. Seriam ideais qualquer que fosse o destino que escolhêssemos, porque acho que funciona um bocadinho como aquilo que se fala dos filhos escolherem os pais, a Tailândia também nos escolheu para esta - prometida, mas não muito planeada - viagem a três.
E por isso, os posts sobre a Tailândia têm obrigatoriamente no preâmbulo o agradecimento a eles. Um agradecimento de vida, porque fazem parte da minha, porque são eles próprios no lugar que nela ocupam, porque me acrescentam e me impelem a desconstrução de algumas crenças. E um agradecimento pelos companheiros maravilhosos de viagem que foram, pelo entendimento, pelo respeito pelo espaço de cada um, pela paciência apesar do cansaço e desconforto de horas de viagem (e foram muitas mesmo).

(A fotografia não tem a melhor qualidade, mas é uma das minhas preferidas. Princess Lagoon, Krabi)

To be continued...
SHARE:
© serendipity. All rights reserved.